Mais

Como fazer a gestão de máquinas agrícolas e implementos

Essencial para redução de custos, a gestão de máquinas agrícolas envolve o planejamento de médio e longo prazos para o bom funcionamento do maquinário

Mário Bittencourt Mário Bittencourt
Compartilhar isto
Gestão de máquinas agrícolas e implementos

A gestão de máquinas agrícolas e implementos da fazenda é uma tarefa que requer bastante atenção, sobretudo com as manutenções periódicas.

Afinal, tratores, colheitadeiras, semeadeiras, adubadeiras e pulverizadores precisam estar em boas condições de uso para que o serviço renda o máximo possível em menos tempo e com redução de custos.

Para realizar uma boa gestão do maquinário, é preciso um planejamento de médio e longo prazo, para favorecer também a preservação do maquinário e o seu uso por longo tempo.

Veja neste artigo algumas dicas de como fazer a gestão de máquinas agrícolas e implementos. Boa leitura!

Importância da gestão de máquinas agrícolas

O bom funcionamento do maquinário agrícola é de grande importância para a realização das atividades cotidianas de uma fazenda.

Até mesmo porque a maioria das propriedades rurais fica afastada da zona urbana e não tem como obter assistência de um mecânico ou repor peças em um pouco tempo.

O resultado da falta de gestão do maquinário é, muitas vezes, a quebra constante de peças e, consequentemente, o atraso nos serviços da fazenda.

Evitar que isso aconteça, porém, não é uma tarefa difícil. Exige que você exerça as atividades de manutenção e prevenção para evitar o mau funcionamento do maquinário.

Ter um maquinário em bom estado de funcionamento é importante para todas as etapas da produção agrícola, desde a limpeza do terreno até a colheita.

Assim, realizar manutenção e ações de prevenções periódicas é praticamente sinônimo de boa produtividade, redução de custos e eficiência na gestão da propriedade rural.

Não à toa, as operações resultantes da mecanização agrícola, aliada à tecnologia, estão entre as grandes responsáveis pelo desenvolvimento do agronegócio brasileiro.

Dados oficiais mostram que por conta da mecanização e da tecnologia, o Brasil teve crescimento de 123%, somente entre os anos de 1975 a 2000.

Em 2007, a mecanização e a tecnologia no agro eram responsáveis por 68,1% do crescimento da produção agrícola brasileira, e em 2017 por 46,3%.

Vemos, assim, que ter os maquinários em bom funcionamento na fazenda vai interferir não só nos ganhos do produtor rural mas também contribuirá para o desenvolvimento do setor.

Veja, agora, algumas dicas de boas práticas na gestão de máquinas agrícolas e implementos. Confira!

Boas práticas na gestão de máquinas agrícolas

Dentre as ações de boas práticas de gestão de máquinas agrícolas, as manutenções são as mais importantes. Elas são de três tipos:

  • preventiva: é realizada antes de surgir o problema e serve para evitar danos maiores, a exemplo de limpezas e aperto de parafusos e porcas;
  • preditiva: envolve a avaliação sobre o desempenho da máquina com o objetivo de verificar se o funcionamento ocorre de acordo com as informações do fabricante;
  • corretiva: se refere ao conserto propriamente dito da máquina.

Para desenvolver essas atividades, é essencial que você tenha uma equipe treinada, além de um galpão que possa servir como oficina, onde é preciso ter as ferramentas adequadas para realizar os ajustes necessários nas máquinas.

Assim, evitará ter de chamar profissionais de fora toda vez que surgir um problema. E se precisar de reposição de peças, pesquise bem antes de comprar para ter produtos de qualidade. Bons fornecedores são de grande relevância.

Ter na fazenda profissionais treinados, com conhecimentos específicos, favorece à realização das tarefas em menor tempo e com mais qualidade.

Operadores de máquinas também devem receber treinamentos por meio de cursos para realizar operações de checagem antes da utilização dos maquinários.

Com a identificação antecipada de um problema por parte de um operador de máquinas, o profissional especializado pode ser acionado com mais rapidez e evita-se que a máquina vá a campo com algum problema que possa resultar em algo mais grave.

A observação aos manuais dos maquinários é um outro ponto muito importante. Eles devem ser sempre consultados para verificação de peças e do funcionamento geral.

Checklist da manutenção de máquinas agrícolas

Os itens obrigatórios de serem observados são os seguintes:

  • componentes do motor
  • filtros de ar
  • combustível
  • bombas hidráulicas e de cabine
  • correias
  • nível do óleo do motor
  • pressão do óleo
  • pneus
  • grade aradora
  • parafusos e porcas

A periodicidade da revisão varia conforme o modelo do equipamento. Por isso, é necessário sempre consultar o manual do maquinário.

Importante que sejam observadas as horas trabalhadas com a máquina e o tipo de atividade que realiza.

Dentre os implementos, um dos que requerem mais atenção é a grade aradora, para evitar a quebra de discos de arado e mancais. A manutenção da grade deve ser feita com a seção de discos levantada.

Toda vez que for feita alguma manutenção, ela deve ser registrada, de preferência de forma digital, o que pode ser feito em aplicativos que gestão agrícola – existem vários no mercado, alguns de uso gratuito e outros com planos pagos. Leia mais abaixo.

Uso da tecnologia na gestão de máquinas agrícolas

Com o avanço das tecnologias no campo, é importante que a gestão do seu maquinário seja feita de forma digital.

Por meio da tecnologia, todas as operações de manutenção podem ser registradas, bem como as atividades em campo, com a vantagem ainda de programar o tempo da próxima manutenção e ser avisado pelo aplicativo por meio de alertas.

Além disso, é possível monitorar a movimentação dos maquinários, se estão fazendo as atividades programadas ou paradas no meio da lavoura por conta de algum problema.

Outra vantagem das ferramentas digitais, é que você pode monitorar de forma mais eficiente o clima e avaliar com mais assertividade o tempo certo para o maquinário realizar determinada atividade.

Com isso, otimiza-se o trabalho em campo e há mais possibilidade de se obter melhores resultados em ganhos de produtividade.

Conclusão

Uma boa gestão de máquinas agrícolas e implementos resulta em eficiência nas operações e ganhos de produção nas atividades da fazenda.

Para isso, você deve planejar as atividades de manutenção e prevenção a médio e longo prazos, seguindo sempre as orientações do manual de instruções dos fabricantes.

Você deve utilizar também aplicativos ou softwares de gestão agrícola que vão te auxiliar na realização das atividades no tempo certo.

Ao realizar essas atividades de forma correta, você estará contribuindo para ter maquinários e implementos funcionando de forma correta e com bons rendimentos na lavoura.

Em caso de dúvidas sobre seus equipamentos, consulte um especialista da Agrobill.

 

 

Mário Bittencourt Mário Bittencourt
Jornalista, especializado no setor do agronegócio e pós-graduado em Agricultura de Precisão.
Publicado em .

Produtos recomendados

Leia também

Assine nossa Newsletter

Receba artigos, dicas e conteúdos de qualidade gratuitos sobre agronegócio e produtividade!

Siga a Agrobill nas redes sociais

 Instagram 

Deixe uma resposta