Mais

Piloto automático agrícola: veja os benefícios deste equipamento

Tratores com piloto automático agrícola realizam trabalhos mais eficientes, com menos erros de espaçamento e de sobreposição de plantios em diversas culturas

Mário Bittencourt Mário Bittencourt
Compartilhar isto
Trator John Deere 84 com piloto automático agrícola

Na produção agrícola, um dos cuidados que se deve ter para que grandes produtividades sejam alcançadas é com a realização do plantio em linhas paralelas.

Essas linhas são importantes tanto para o plantio, com espaçamentos adequados ao tipo de cultura, quanto para os manejos nutricionais, de combate a pragas e doenças e a colheita.

Mas quando se trabalha com tratores e outras máquinas de direção manual podem ocorrer erros que geram perdas de produção, falhas na aplicação de insumos e compactação do solo.

Por isso, o uso do piloto automático agrícola é uma solução importante para evitar que esses problemas ocorram e você tenha mais lucratividade. Saiba mais neste artigo!

O que é o piloto automático agrícola?

O piloto automático agrícola é um equipamento que realiza as operações de máquinas diversas (tratores, colheitadeiras, pulverizadores) com mínima intervenção humana.

Ele também é conhecido como autodirecionamento ou direcionamento automático nos tratores agrícolas.

Esse equipamento faz parte das tecnologias de agricultura de precisão e é essencial para realizar manobras de forma eficiente na lavoura, com ganho de tempo e redução de custos.

A automação na condução dos equipamentos agrícolas ocorre a partir do uso da orientação por sinal de satélite, com tecnologias de correção diferencial conhecidas como RTK.

Dentre as vantagens do uso do piloto automático, destacam-se:

  • redução da fadiga do operador;
  • eficiência das operações agrícolas (plantio, distribuição de insumos, aplicação de defensivos e fertilizantes, colheita);
  • aumento da capacidade operacional;
  • realização das operações durante à noite;
  • definição de locais de tráfego controlado;
  • segurança na operação;
  • uso de mão-de-obra qualificada;
  • redução de custos de produção.
Trabalho de solo com trator com piloto automático agrícola (Senar-GO)

Linhas feitas com trator equipado com piloto automático (Reprodução: SENAR-GO)

Importante destacar que com o uso do piloto automático agrícola a pessoa que está operando o maquinário pode voltar sua atenção para outras ações, como monitorar a quantidade de insumos no depósito e o funcionamento do sistema de aplicação.

Evita, assim, a ocorrência de falhas diversas no manejo da lavoura, e favorece maior ganho de produtividade.

Como funciona o piloto automático agrícola?

O piloto automático agrícola tem o seu funcionamento baseado no direcionamento automático do trator sobre uma linha preestabelecida e no monitoramento por satélite.

O sistema do piloto automático utiliza sinais de GNSS (Sistema Global de Navegação por Satélite, na sigla em inglês), constelação de satélites que possibilita o posicionamento em tempo real de objetos e é bem mais avançado que o popular GPS.

Eventuais falhas de direção do piloto automático são corrigidas por meio do RTK (real-time kinematic), que, por meio de uma base fixa, corrige o posicionamento informado pelos satélites e envia o sinal corrigido para o receptor móvel localizado no trator.

Desde que não haja obstáculos ao longo do percurso do sinal, a distância entre as duas bases pode chegar até 30 cm, sendo que, de modo geral, os erros observados nos sistemas de piloto automático mais avançados são baixos, em torno de 1 a 5 cm.

A maioria dos pilotos automáticos opera com barra de luzes associada, já que é necessário acompanhar o desempenho do sistema no painel.

Por isso, na configuração das barras de luzes, a pessoa que está na operação deve fazer a configuração com a criação de uma linha guia e definir o espaçamento entre as passadas.

Na sequência, o sistema elabora diversas linhas virtuais à direita e à esquerda da linha guia. No deslocamento, a correção do posicionamento do trator é feita de forma automática por atuadores no volante ou nos rodados.

Na operação em terrenos inclinados, o piloto automático agrícola reduz ou elimina os problemas dos grandes deslocamentos laterais, pois os atuadores possuem torque suficiente para manter os rodados no alinhamento preestabelecido.

Isso é feito por meio dos sensores que detectam a inclinação do terreno e compensam a falta de alinhamento, o que garante a qualidade do serviço no campo.

Quais são os tipos de piloto automático agrícola?

No mercado, existem vários modelos de pilotos automáticos agrícolas, mas eles são divididos em apenas dois tipos: o universal e o integrado.

Piloto automático agrícola universal

Esse equipamento, por ser mais simples, é muito utilizado por quem deseja automatizar de forma mais simples o trator.

Ele consiste em um mecanismo de atuação fixado na barra de direção, ao lado do volante. A vantagem deste equipamento é que ele pode ser adaptado a tratores já em uso, ou seja: você não precisa comprar um novo trator para modernizar sua frota agrícola.

Nesse caso, o mecanismo é controlado por um monitor que mantém o trator na direção desejada. O equipamento é de fácil montagem e pode ser adaptado em qualquer trator.

Só se deve ter atenção quanto à compatibilidade do modelo do piloto automático com o tipo de trator. Por isso, deve ser feita uma consulta prévia a respeito do assunto.

Os modelos de piloto universal mais utilizados são o eletromecânico e o elétrico. Ambos vêm com tecnologia GNSS e RTK. O eletromecânico é mais simples: ocupa menos espaço e não tem monitor, que, por sua vez, acompanha o elétrico.

Piloto automático integrado

É o tipo de piloto automático utilizado nas máquinas agrícolas mais avançadas. Como o próprio nome diz, ele é integrado a uma série de componentes que estão conectados aos sistemas elétricos e hidráulicos do trator.

As principais partes constituintes são os receptores de sinais GNSS, o comando de inclinação e o central, além do atuador.

Por ser mais avançado que os pilotos universais, pode gerar erros entre 3 a 5 cm, devido ao tempo de resposta mais curto durante os movimentos de correção do trajeto.

Alguns modelos de piloto automático integrados permitem fazer manobras de cabeceira com mais facilidade, o que representa grande vantagem, devido a economia de tempo.

Conclusão

O piloto automático agrícola é um equipamento muito importante para a otimização das atividades em campo. Além de proporcionar eficiência, ele favorece a redução da fadiga na pessoa que opera máquinas e a maior atenção ao funcionamento do sistema.

Na Agrobill, o John Deere da série 8R é um dos tratores com piloto automático. O maquinário tem ainda potência nominal de 345 cv, motor 6 cilindros turbo, com transmissão powershift automática.

Já o trator da T7 da New Holland, além do piloto automático, vem predisposto para piloto automático hidráulico. Consulte um especialista da Agrobill para obter informações sobre esses equipamentos e modernize a sua frota.

Mário Bittencourt Mário Bittencourt
Jornalista, especializado no setor do agronegócio e pós-graduado em Agricultura de Precisão.
Publicado em .

Produtos recomendados

Leia também

Assine nossa Newsletter

Receba artigos, dicas e conteúdos de qualidade gratuitos sobre agronegócio e produtividade!

Siga a Agrobill nas redes sociais

 Instagram 

Deixe uma resposta